Jogar futebol pode causar artrose no joelho? Veja como prevenir.

Muitos pacientes questionam se a prática de futebol pode causar desgaste nos joelhos, levando a artrose. Sabemos que a atividade física em si não predispõe a osteoartrose. Entretanto, o futebol exige movimentos bruscos, saltos, aceleração, desaceleração, mudanças de direção, dribles, chutes, divididas. Estas atividades exigem que a articulação do joelho esteja funcionando adequadamente e integralmente.

Devido aos movimentos bruscos citados acima, jogadores de futebol apresentam um risco elevado de lesões no joelho, que podem acometer ligamentos, menisco ou cartilagem. As lesões são mais frequentes em jogadores jovens e menos experientes.

No caso de lesões do ligamento cruzado anterior (LCA), por exemplo, o risco de artrose no joelho é duas a quatro vezes maior que o normal. O tratamento cirúrgico é muito eficaz para corrigir a instabilidade do joelho e reduzir o risco de artrose do joelho. Mesmo com a cirurgia, pessoas que apresentam este tipo de lesão tem um risco maior de artrose, principalmente se apresentarem lesões de menisco ou cartilagem associadas.

Lesões de cartilagem e meniscos podem passar despercebidas inicialmente. Principalmente no futebol profissional, o volume de treinos e jogos é grande, e muitas vezes não há tempo de se recuperar completamente entre uma partida e outra. Se não tratadas adequadamente, as lesões vão se acumulando, e causando degeneração na articulação.

Recente publicação científica na revista Cartilage mostrou que jogadores de futebol apresentam um risco de osteoartrose 2,9 vezes maior que a população normal. Entretanto, ao excluir os jogadores que apresentavam histórico de lesões graves no joelho, observou-se que o risco era menos do que 0,3 vezes maior. Ou seja, o aumento do risco de osteoartrose ocorre muito mais pela ocorrência de lesões no joelho do que pela prática de futebol em si.

Portanto, para a prática segura do futebol, é necessário prevenir as lesões do joelho. As melhores estratégias de prevenção são as seguintes:

  • Exercícios de fortalecimento muscular. Estes exercícios devem incluir todos os grupos musculares: músculos abdominais, glúteos, coxa, panturrilha. Cada vez mais evidências sugerem uma ligação entre desequilíbrios musculares e falta de força muscular e lesões no joelho. Isto inclui não apenas a coxa, mas também abdomen e glúteos.
  • Exercícios aeróbios. É importante manter um bom condicionamento para praticar futebol. A maioria das lesões acontece quando o jogador está cansado. Manter um condicionamento acima da média irá aumentar seu desempenho e diminuir o risco de lesões.
  • Exercícios de alongamento e flexibilidade. O encurtamento muscular é um fator de risco para lesões musculares e articulares. Estes exercícios podem ser incluídos durante o aquecimento, mas o ideal é fazer em sessões separadas de exercícios.
  • Aquecimento antes da partida de pelo menos 15 minutos.
  • Não ignorar sintomas no joelho. A dor ou qualquer outro sintoma não deve ser ignorado. Se tiver alguma lesão, é necessário procurar um médico especialista rapidamente e não tentar forçar para jogar. Atualmente há recursos para diagnosticar e tratar as lesões com grande eficiência, e quanto antes forem iniciados o diagnóstico e o tratamento melhores serão os resultados.

 

1 comment / Add your comment below

Deixe uma resposta