COTOVELO

Epicondilite Lateral

A principal causa de dor no cotovelo é a epicondilite lateral, conhecida como “cotovelo do tenista”. No entanto essa patologia não acomete apenas pacientes que realizam esse esporte, mas também aqueles que realizam movimentos repetitivos com extensão do punho e dos dedos.
Na parte lateral do cotovelo existe uma proeminência óssea denominada epicôndilo lateral. Dela se originam os tendões extensores do punho e dos dedos que, quando submetidos a cargas excessivas, sofrem um processo inflamatório (tendinite). Quando esse processo inflamatório não é resolvido, um tecido cicatricial se forma, gerando a epicondilite lateral, que é caracterizada perda de força e manutenção da dor
O diagnóstico da epicondilite lateral é clínico, feito a partir da história e do exame físico do paciente. No entanto, exames de imagem podem ser solicitados para excluir outros diagnósticos possíveis. Geralmente radiografias ajudam na exclusão de alterações ósseas e a ressonância magnética ajuda na avaliação dos tecidos adjacentes.
O tratamento da epicondilite lateral é realizado inicialmente de forma conservadora com mudança comportamental e com o auxílio da fisioterapia. Contudo os sintomas podem demorar para se resolverem, sendo necessária, em alguns casos, a realização de infiltração medicamentosa local. O tratamento cirúrgico é indicado apenas para uma pequena parcela de pacientes que não respondem ao tratamento conservador.